Lifestyle sustentável para nossos pets

Será que é possível estender a sustentabilidade para o mundo dos nossos bichanos?


Não é mais novidade para ninguém que, principalmente, cachorros e gatos agora fazem parte das nossas famílias. Isso é tão verdade que, em 2020, calculou-se que havia em torno de 139,3 milhões de pets em casas brasileiras. Eles nos fazem companhia, tem a tendência de animar o ambiente e podem ser grandes incentivadores a nos tirarem do sofá para levarmos eles para uma caminhada.


A convivência com esses animais traz benefícios já comprovados cientificamente. Ter um gato em casa pode ajudar crianças a desenvolverem resistência ao desenvolvimento de asma, bem como a convivência com outros pets também reduz em 33% a chance dos pequenos a terem alergias diversas. Ser responsável por um cachorro ajuda a ter uma vida mais ativa, e não só fisicamente. Os passeios diários com os cães contribuem para sair do sedentarismo e também para uma vida social mais ativa, uma vez que é comum encontrar pessoas em praças ou mesmo pelas calçadas e trocar algumas palavras por conta do pet.


Com tantos benefícios, é fácil entender aquele número dito ali em cima de milhões de pets em nossas casas. Além das vantagens para seus humanos, a chegada dos animais aos nossos lares é responsável por movimentar um grande negócio: o Brasil é o segundo maior mercado de produtos pets do mundo, com um faturamento de R $35,4 bilhões no fim de 2019. Porém como quase toda grande indústria, esse mercado também tem um considerável impacto para o meio ambiente.


Quando vamos a um pet shop, não é difícil entender a quantidade de plástico e outros materiais sintéticos que podem durar centenas de anos no meio ambiente. São potinhos de ração, caminhas, roupinhas, inúmeros brinquedos, acessórios... a lista é enorme, e a quantidade de resíduo também.


Atualmente, no mercado brasileira, já existem alguns produtos de marcas sustentáveis sendo vendidas dentro dos grandes pet shops, então, é importante ficar atento a esses artigos e tentar sempre dar preferências à eles. Mas, como esses tipos de produtos ainda são a menor fatia dentro do mercado, existem diferentes ações que podemos tomar para estender o nosso lifestyle sustentável até nossos pets.


Higiêne


Gatos raramente precisam tomar banhos, mas os cães sim precisam. Se possível, opte por dar banhos com shampoos ecológicos e, tão importante quanto, não dê banhos desnecessários ou muito longos, o desperdício de água é um grande fator para o empobrecimento ambiental do nosso planeta. Além disso, outra dica é optar por dar banho em dias quentes, assim você pode deixar de lado o secador e secar seu animal com uma toalha e depois deixar que o Sol o seque.


Necessidades


Principalmente nos passeios, é preciso recolher as fezes dos cachorros, afinal, ninguém merece pisar num coco, né? Nessas situações, opte por sacolinhas biodegradáveis - já bastante comum nos petshops ou, ainda melhor, use uma folha de jornal para recolher a sujeira, afinal, colocar um material orgânico e que se desfaz em pouquíssimo tempo (o cocô) dentro de uma sacola de plástico comum (que não se desfará em menos de 300 anos) parece - e é - bastante sem sentido. Não eternize o coco do seu cachorro.


Acessórios


Quando pensamos nas coleiras, parece não haver muitas alternativas, né? Pois é, mas é só uma impressão nossa. Já existem marcas que produzem coleiras e guias ecológicas, feitas com fibras de bambu. Testadas por profissionais da área, esses produtos se mostraram seguros, resistentes e confortáveis para os animais.


Petiscos


Petiscos e ossos convencionais também podem ter um tipo de produção bastante agressivo com o meio ambiente. Nesse quesito, é legal escolher por itens naturais, sempre indicados nas embalagens. Hoje em dia é fácil achar, por exemplo, chifres e ossos 100% naturais. Ou, outra opção é fazer como no passado, dar um pulinho no açougue e pedir os ossos para seu cão - mas lembre-se de pegar do tamanho adequado, ossos muito pequenos podem causar problemas para a saúde do pet.


Brinquedos


Os brinquedos convencionais são um mar de plásticos e pode parecer difícil encontrar alternativas. Mas já é possível encontrar as tão amadas bolinhas de material 100% ecológico, como as feitas de fibras vegetais de lufa (esponja vegetal). Além disso, se tiver um tempinho, você também pode bolar brinquedos caseiros - porém atenção à segurança - para seu bichinho, afinal, cada animal gosta de um tipo diferente de brinquedo.

Substituir certos brinquedos de plástico pelo de corda, também é uma boa ideia. Mas se você de fato precisar de um brinquedo de plástico, opte por aqueles indestrutíveis, que são resistentes e duram por bastante tempo.



Para sermos sustentáveis, nossas ações devem abraçar a maior parte possível do nosso estilo de vida.



Escrito por,

Equipe Impacto


Referências:

https://forbes.com.br/principal/2020/08/brasil-torna-se-o-segundo-maior-mercado-de-produtos-pet/

https://exame.com/casual/9-beneficios-que-bichos-de-estimacao-trazem-a-saude/

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo