Moda sustentável: um reflexão coletiva

Se quisermos criar alternativas mais saudáveis, é necessário entender que a sustentabilidade deve ser uma preocupação de todos.

É preciso olhar de dentro para fora, encontrar novas saídas para o que vemos todos os dias, saber que as coisas mudam e recriar o que foi criado. Precisamos ressignificar a maneira de produzir e consumir moda.


Não é novidade para ninguém que nossa maneira tradicional de produção vem colapsando o planeta e, não é com a mesma cabeça que criamos esses problemas que iremos mudá-los. A indústria da moda é responsável por 20% da contaminação de água, 95% das roupas descartadas não são reutilizadas ou recicladas - mesmo podendo ser, são necessários 2.720 litros de água para se fazer uma simples camiseta branca, mais de 90% do algodão produzido no mundo é geneticamente modificado e a produção de fibras têxteis é responsável por 18% do uso de pesticidas e 25% de inseticidas.


Esses são apenas alguns dados facilmente coletados e que estão disponíveis para todos nós. Vê-se que é necessário aprender a viver com menos, questionar a necessidade do que descartamos e, mais importante ainda, entendermos que nosso lixo não deixa de ser nossa responsabilidade após jogado fora.


Atualmente, vivemos em um sistema que surgiu a partir da lógica da exploração, apropriação e abandono do meio ambiente, das pessoas e de diferentes coisas que nos cercam, por isso é necessário uma reflexão e comprometimento coletivo para encontrarmos novas maneiras de produzir e cuidar dos nossos.


Em relação à moda, existem atitudes que podemos incorporar imediatamente nas nossas rotinas e mudar nossa mentalidade. Separamos algumas dicas:


  • Olhe seu armário com carinho, aproveite aquilo que você já tem;

  • Preste atenção nas instruções de lavagem. Cuidar da maneira correta de sua peça pode fazer ela durar muitos anos;

  • Pesquise as marcas antes de comprar, entenda se elas têm políticas em prol do meio ambiente e seus funcionários;

  • Opte por uma moda circular - um movimento que está pautado na longevidade dos produtos, eficiência de recursos, biodegradabilidade e reciclabilidade;

  • Faça do upcycling uma opção. Essa é uma prática de design que ressignifica peças e até retalhos que seriam descartados em novos produtos;

  • Busque por marcas zero waste, um modelo de produção sustentável que visa o desperdício mínimo já nas primeiras etapas de criação, como design e modelagem;

  • Apoie marcas sustentáveis, mesmo aquelas que estão começando;

  • De preferência a produtos nacionais;

  • Apoie movimentos como Fashion Revolution;

  • Adapte-se a um ármario cápsula

  • Pergunte-se: "Quem fez minhas roupas?"

Reduza, reutilize, recicle, recupere, repense e respeite. Repita. Estenda a sustentabilidade para todos os âmbitos de sua vida.


Escrito por,

Equipe Impacto


20 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo