Poliamida Convencional vs. Poliamida Biodegradável

Você conhece as diferenças entre essas duas poliamidas? Entenda qual opção pode ser mais amigável com o meio ambiente


Por conta de seu toque macio e geladinho, a poliamida é considerada a fibra mais nobre dentro do mundo das fibras sintéticas. Foi criada em 1929, com o objetivo de criar uma fibra capaz de substituir a seda. Os tecidos feitos com poliamida são leves e elásticos, e são usados principalmente em moda esportiva, moda praia e roupas íntimas.


Com o passar dos anos, o uso dessa fibra foi ganhando cada vez mais espaço nas tecelagens e sua popularidade foi aumentando. Quando comparada ao poliéster - fibra mais usada no mundo têxtil - a poliamida sai na frente no quesito ambiental, pois se decompõem, em média, 350 anos antes que o poliéster. Mas, pensando no meio ambiente, essa decomposição mais acelerada pode ser ainda melhor e menos prejudicial com o desenvolvimento da poliamida biodegradável.


Separamos abaixo as características dessas duas versões de Poliamida para termos uma melhor ideia das características de cada uma. Olha só:


Poliamida convencional (não sustentável)


Origem: Petróleo ou gás natural.



Prós: Essa fibra leva aproximadamente 50 anos para se degradar em um aterro sanitário. Como dissemos acima, se levarmos em conta que o poliéster demora 400 anos, é uma vantagem. Além disso, na produção da poliamida usa-se menos energia e água, quando comparada a produção de fibras como o algodão.

Ela é reciclável, porém, no Brasil ainda não se tem a tecnologia que torna possível a reciclagem da poliamida. Ela é macia, fresca e não acumula mau cheiro, por isso, exige-se menos lavagens, economizando água nesses momentos também.


Contras: É derivada de um recurso não renovável. No pós consumo, principalmente nas lavagens, libera microplásticos na rede de esgoto, que acabam chegando nos oceanos e rios, prejudicando, diretamente, todo esse ecossistema.



Poliamida Amni Soul Eco ® (biodegradável)


Origem: Petróleo ou gás natural.



Prós: O tecido é feito com fio de poliamida biodegradável Amni Soul Eco®, uma tecnologia brasileira, inovadora e pioneira no mundo.

A decomposição que antes levava décadas para ocorrer na poliamida, agora acontece em menos de 3 anos (o produto não se biodegrada com o uso, precisa ser levado à um aterro sanitário para isso acontecer).

Além disso, o tecido possui o selo OEKO-TEX STANDARD 100. O Selo internacional garantiu o teste do tecido quanto à presença de substâncias nocivas e que ele é inofensivo em termos ecológicos humanos.

Sendo a água um recurso tão precioso, na produção de tecidos feitos com fios de poliamida biodegradável, utiliza-se apenas fontes de reúso SABESP, evitando o gasto e preservando nossas fontes potáveis.

Possui também a tecnologia de Anti Odor Permanente, que inibe a proliferação de bactérias causadoras do mau cheiro. Essa inteligência está no fio, portanto não sai nas lavagens. Com isso, colabora-se com a diminuição significativa de lavagens do produto, o que ajuda manter a peça com cara de nova por mais tempo, economizando água e energia.

Contras: É derivada de um recurso não renovável. No pós consumo, principalmente nas lavagens, libera microplásticos na rede de esgoto, que acabam chegando nos oceanos e rios, prejudicando a vida que neles habitam. (Lembrando que a biodegradação se dá nos aterros sanitários e não na água. Estudos já estão sendo feitos para aprimorar essa questão e conseguir a sua biodegradação no meio aquático também)


Pode-se entender então que uma poliamida biodegradável, quando comparada à poliamida convencional, é de fato uma escolha mais sustentável e saudável para todos nós.


Escrito por,

Equipe Impacto





12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo