Programas turísticos com baixo impacto ambiental

Atualizado: Fev 2

Descubra como viajar em harmonia com as comunidades locais e os ecossistemas.


Foto de Luis del Río no Pexels


Você já se sentiu preso a programas turísticos que parecem ser feitos para todos e ao mesmo tempo para ninguém? Ou que são baseados só em experiências gastronômicas e de consumo de lembranças, além de pouco ou nada ter a ver com conhecer a cultura e natureza local? Passeios que em vez de relaxar, geram mais ansiedade nas pessoas, numa correria doida para voltar na hora certa após ter conseguido fazer todas as paradas de consumo rigorosamente programadas, sem espaço para vivências e conexões espontâneas com o lugar.


Moramos em um país maravilhoso mas que ainda tem muito para melhorar em matéria de turismo. Inspirados nessa falha, surgiram empresas de ecoturismo e cooperativas de guias que oferecem programas mais originais e vivências genuínas. No ecoturismo, o viajante tem autonomia e liberdade para escolher quem irá guiar seu caminho, zelar pela sua segurança e promover sua conexão com a cultura e a natureza do lugar, propiciando uma experiência de viagem autêntica.


Se você está querendo mudar seu jeito de viajar para um estilo sustentável e consciente, além de procurar por essas agências, é importante se preparar para a viagem com antecedência para deixar a sua experiência sustentável e única.


Pegamos algumas dicas dos especialistas em ecoturismo:


-Pesquise. Antes de visitar um destino, estude a cultura local, os principais costumes e tradições, a língua falada, a biodiversidade e o clima. Assim evitará causar desconfortos com alguma atitude que, mesmo sem ser mal intencionada, possa contrariar as crenças locais ou prejudicar seu ambiente. Conhecer o clima da região ajuda na escolha da melhor data para visitar dependendo dos seus planos e das atividades que você tem intenções de fazer.


-Se envolva com os locais, pergunte sobre suas culturas e costumes, elogie, converse, dedique um tempo da sua viagem para se conectar com as pessoas. Elas são a maior fonte de informação do lugar e são elas as que irão fazer da sua experiência uma experiência única.


-Leve a bagagem adequada. Escolha roupas com cores neutras para evitar gerar estranhezas aos animais locais. Leve com você produtos naturais de higiene pessoal, que não deixem resíduos químicos nas águas e terra, evitando prejudicar a vida animal e vegetal.


-Leve o seu lixo de volta para casa. Reduza as embalagens para não deixar lixo no local e leve o lixo gerado com você. Quem mora em grandes cidades onde os materiais são coletados e reciclados deve levar consigo embalagens plásticas ou metálicas e não deixá-las em locais que não tem a devida estrutura para tratar esses resíduos.


-Não leve pedras, conchas, galhos, areia, folhas, animais ou outros elementos da natureza para sua casa. A natureza tem seu próprio equilíbrio e você irá gerar um grande estrago extraindo elementos necessários para esse equilíbrio se manter ao longo do tempo. Já parou para pensar se todo mundo levasse uma pedra da cachoeira? Ou um punhado de areia da praia? Os ecossistemas iriam mudar radicalmente, por isso, pense antes de colocar qualquer coisa no bolso e, se já pegou, devolva para o lugar onde pertence.


-Evite incêndios, só faça fogueiras nos lugares sinalizados por guias e pessoas locais com conhecimento de causa. E sempre certifique-se várias vezes de ter apagado corretamente o fogo antes de abandonar uma fogueira.


-Leve em conta a sua segurança na tomada de decisões. Se você se machucar ou se perder, não só irá colocar em risco a sua vida, mas também a vida das pessoas que irão te resgatar. Sempre que for fazer uma trilha ou passeio, conte sobre seu roteiro para alguém de confiança, preferentemente morador do local, não faça trilhas a noite ou com baixa visibilidade, a chance de torcer o pé é alta e você corre risco de ficar sem ajuda por muitas horas. Sempre que puder, faça passeios acompanhado. Observe a natureza, se perceber uma mudança no clima ou tempestade se aproximando, procure um local seguro ou volte se estiver perto do início do percurso. Leve o seu celular 100% carregado e, se tiver, carregador portátil com bateria cheia também, comida com alta concentração calórica como barras de cereal, nozes, queijos duros e frutas como banana e abacate, são alimentos que podem te manter nutrido por várias horas e que ao mesmo tempo ocupam pouco lugar na mochila. Por último, leve suficiente água e consulte sobre fontes de agua potável na trilha antes de começar a sua aventura, você provavelmente irá precisar delas se a trilha for muito longa.


Seguindo essas dicas você irá viajar de um jeito sustentável, irá curtir mais a sua experiência e ajudará na preservação dos ecossistemas para outras pessoas terem o prazer de conhecer também!




Escrito por,

Equipe Impacto



Referências:

https://peabiru.travel/

https://www.ecycle.com.br/


9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo