Você conhece os selos de roupas sustentáveis?

Saiba quais são alguns dos selos de roupas sustentáveis mais usados no Brasil para comprar conscientemente e evitar cair no greenwashing.



Você sabe o que significa greenwashing? Trata-se de estratégias de marketing baseadas em promover propaganda enganosa sobre o caráter ecológico de um produto que não é de fato ecológico. Uma imagem é passada, porém, a realidade é outra, e isso acontece bastante lamentavelmente, mais ainda no cenário atual no qual ser "green" está na moda.


A melhor solução para fugir da propaganda enganosa do greenwashing é se informar bastante sobre a origem e sobre como e de que material é feito o produto. Questione as marcas e fornecedores, elas têm a obrigação de explicar e informar em detalhe cada processo, se querem ser de fato sustentáveis. Se a marca ou fornecedor recusar sua pergunta ou não for gentil na hora de responder, já é um sinal de que alguma coisa não está certa.


Seja para roupas casuais ou roupas esportivas, existem no Brasil vários selos que garantem a sustentabilidade do produto e os mesmos podem ser nacionais e internacionais. Eles podem te ajudar muito na hora de escolher entre um produto ou outro. Além dos selos que certificam tecidos ou matérias primas, existem outros selos que têm a ver com como os produtos são feitos, com as condições de trabalho, com a exploração animal e com o ciclo de vida útil dos produtos.


Fizemos um resumo dos principais selos nacionais e internacionais presentes no mercado de moda brasileira. Esperamos que possam te ajudar na hora de escolher uma marca que se preocupa com o impacto que está gerando no mundo:



Selos de tecidos e matérias-primas:



OEKO TEX STANDARD 100


O Standard 100 é um selo da Oeko-Tex (Associação Internacional para Pesquisa e Testes na Área de Ecologia Têxtil e de Couro).


A Standard 100 é uma norma que garante que os materiais usados ​​na fabricação de têxteis não sejam prejudiciais aos seres humanos. Ao monitorar e avaliar tinturas, tecidos, produtos químicos e outros materiais de fabricação, o Padrão 100 garante a segurança do consumidor e do trabalhador.


Existem 4 classes de Standard 100:


  • Classe 1: artigos para bebês e crianças pequenas

  • Classe 2: artigos com contato direto com a pele

  • Classe 3: artigos sem contato direto com a pele

  • Classe 4: têxteis para o lar


Existem produtos no Brasil feitos com tecidos com o selo OEKO-TEX Standard 100 Classe 1, como as nossas leggings e tops aqui da Impacto, que além de funcionais, confortáveis e lindas, são biodegradáveis e atóxicos, como o selo garante.


GOTS - Global Organic Textile Standard


Esse selo não só demonstra que um tecido é certificado como orgânico, mas também a certificação GOTS garante que toda a cadeia de abastecimento atenda a rígidos padrões sociais e ambientais. Isso significa que tudo, desde a matéria-prima até o produto acabado, está incluído na certificação.


Alguns exemplos de considerações na certificação GOTS são: mão de obra, produtos químicos usados, tipo de fibra, tratamento de águas residuais e embalagem. O GOTS considera “trabalho justo” o salário justo, sem trabalho infantil e sem trabalho escravo.


O GOTS também unifica os padrões entre os países e atualmente monitora 1,4 milhão de trabalhadores em 4.600 fábricas em todo o mundo. É uma das certificações mais confiáveis ​​porque é muito completa.


BCI: Better Cotton Initiative


A Better Cotton Initiative ou BCI é uma organização sem fins lucrativos e o maior programa de sustentabilidade do algodão do mundo.


A Better Cotton Initiative (BCI) é uma organização sem fins lucrativos que existe para tornar a produção global de algodão melhor para as pessoas que o produzem, melhor para o meio ambiente em que ele cresce e melhor para o futuro do setor.


Por meio da BCI e seus parceiros, os agricultores recebem treinamento sobre como usar a água de maneira eficiente, cuidar da saúde do solo e dos habitats naturais, reduzir o uso dos produtos químicos mais prejudiciais e aplicar os princípios de trabalho decente. Os fazendeiros da BCI que implementam este sistema são licenciados para vender Better Cotton.


O BCI se esforça para fazer isso definindo critérios claros para os participantes, garantindo e incentivando às empresas a incorporar justiça ambiental, social e econômica.


Existem sete princípios a seguir para se tornar produtor certificado pela BCI:

  • Minimizar o impacto prejudicial das práticas de proteção de cultivos

  • Promover a gestão da água

  • Cuidar da saúde do solo

  • Aumentar a biodiversidade e usar a terra de maneira responsável

  • Cuidar e preservar a qualidade da fibra

  • Promover trabalho decente

  • Operar um sistema de gestão eficaz


Leather Working Group


O Leather Working Group, foi idealizado em 2005 por um grupo de empresas líderes no mercado do couro focadas em desenvolver a sustentabilidade na indústria. O LWG visa melhorar o impacto ambiental, avaliando e certificando os fabricantes de couro.


Além disso, pretende envolver os membros da cadeia de abastecimento do couro e dar-lhes o conhecimento para serem capazes de fazer escolhas sustentáveis ​​e informadas em seus negócios.


Para entendermos um pouco mais sobre o impacto do couro animal no planeta, é importante saber que a maior parte do couro produzido é curtido com cromo e todos os resíduos que contêm cromo são considerados perigosos.


O efluente do curtume contém grandes quantidades de poluentes, como sal, lama de cal, sulfuretos e ácidos. As pessoas que trabalham e vivem perto de curtumes também sofrem. Muitos morrem de câncer possivelmente causado pela exposição aos produtos químicos tóxicos usados ​​para processar e tingir o couro.


O arsênio, um produto químico comum em curtumes, há muito tempo é associado ao câncer de pulmão em trabalhadores expostos a ele regularmente.


Cradle to Cradle Certified ™


Cradle to Cradle é uma medida mundialmente reconhecida de produtos mais seguros e sustentáveis ​​feitos para a economia circular. Em inglês o selo significa "Do berço ao berço", e se preocupa pela circularidade do produto, o objetivo é a circulação dos materiais como nutrientes seja em ciclos biológicos (produtos biodegradáveis) ou ciclos técnicos (produtos recicláveis).


O selo analisa os produtos em cinco categorias de qualidade:

  • Saúde dos materiais

  • Reutilização de materiais

  • Energia renovável e gestão de carbono

  • Gestão da água

  • Justiça social

Depois que um produto é avaliado, ele é classificado como básico, bronze, prata, ouro ou platina em cada categoria. A pontuação mais baixa que um produto recebe em qualquer categoria é a pontuação geral para a certificação de um produto. Cradle to Cradle não se concentra apenas na ética de como os produtos são feitos, mas também no impacto no fim da vida útil dos produtos certificados.


Selos que protegem aos trabalhadores:


ABVTEX - Associação Brasileira do Varejo Têxtil


O programa de certificação da ABVTEX foi criado em 2010, com o intuito de oferecer serviços de auditoria para que regras de compliance, segundo exige a legislação trabalhista brasileira, fossem cumpridas tanto no ambiente de trabalho de fornecedores quanto no dos seus subcontratados.


Existem cinco órgãos auditores independentes acreditados pela ABVTEX (ABNT, Bureau Veritas, DNV GL, Intertek e SGS) que auditam empresas no Brasil todo, avaliando se são cumpridos os 18 critérios de regularidade. O que dá mais credibilidade e neutralidade ao resultado das auditorias.

Alguns dos critérios que devem ser avaliados são:

  • Formalização da empresa

  • Gestão de notas fiscais

  • Validação da lista de subcontratados

  • Normas ligadas a instalações físicas e jornada de trabalho

  • Ocorrência de trabalho infantil, forçado ou análogo a escravo

  • Registro dos trabalhadores

  • Recolhimento de FGTS e INSS

  • Políticas anti-discriminação, abuso e assédio.


Se a empresa for aprovada na auditoria, obtém o status de pleno e a mesma começa ser divulgada na lista de empresas certificadas no próprio site da ABVTEX.



Business Social Compliance Initiative (BSCI):

Não é um certificado mas sim um sistema que visa tornar as cadeias de abastecimento mais transparentes e justas. É utilizado principalmente com fornecedores da Ásia.

Importadores e fabricantes em qualquer lugar do mundo podem se tornar membros da BSCI, o que exige que cumpram os 11 princípios básicos da BSCI:

  • Os direitos de liberdade de associação e negociação coletiva

  • Remuneração justa

  • Saúde e segurança ocupacional

  • Proteção especial para jovens trabalhadores

  • Sem trabalho escravo

  • Comportamento ético nos negócios

  • Horário de trabalho decente

  • Sem trabalho infantil

  • Sem emprego precário

  • Proteção do meio-ambiente

São realizadas auditorias, por empresas credenciadas como a Intertek, para verificar se o fornecedor cumpre esses princípios.


SEDEX Supplier Ethical Data Exchange e auditoria SMETA


Sedex é uma organização sem fins lucrativos que define padrões de conformidade social para fabricantes e compradores. Também é utilizado principalmente com fornecedores da Ásia.


Semelhante ao BSCI, a Sedex não faz auditoria ou certificação de fornecedores. Em vez disso, eles desenvolvem uma plataforma para padrões de conformidade social, enquanto empresas credenciadas executam as inspeções no local.

Um fornecedor ou comprador pode se associar à Sedex pagando uma taxa anual de cerca de US $ 120.


A associação dá ao fornecedor acesso a uma plataforma online para gerenciar seus dados de conformidade social e ao banco de dados de e-learning da Sedex.


No entanto, o que realmente importa para os importadores é se um fornecedor foi aprovado em uma auditoria SMETA.


A Auditoria Ética Comercial dos Membros da Sedex (SMETA) abrange o seguinte:

  • Saúde e segurança

  • Padrões de trabalho

  • Meio ambiente

  • Ética de negócios


SA8000 Standard


É o programa líder mundial de certificação social. Ele fornece uma estrutura holística que permite que organizações de todos os tipos, em qualquer setor e em qualquer país, demonstrem sua dedicação ao tratamento justo dos trabalhadores.


Criada pela SAI em 1997 como a primeira certificação social confiável, ela lidera o setor há mais de 20 anos. A SA8000 está disponível para organizações de qualquer tamanho, em qualquer setor e em quase todos os países do mundo.


A Norma SA8000 é baseada em padrões internacionalmente reconhecidos de trabalho decente, incluindo a Declaração Universal dos Direitos Humanos, convenções da OIT e leis nacionais. A SA8000 aplica uma abordagem de sistemas de gerenciamento ao desempenho social e enfatiza a melhoria contínua.

Pontos que são considerados na certificação:

  • Trabalho infantil

  • Trabalho forçado ou obrigatório

  • Saúde e segurança

  • Liberdade de associação e direito à negociação coletiva

  • Discriminação

  • Práticas disciplinares

  • Jornada de trabalho

  • Remuneração

  • Gestão


Selos de cuidado do meio ambiente:


PETA - People for the Ethical Treatment of Animals


A PETA certifica que roupas, acessórios, móveis ou produtos de decoração para casa não são feitos de matérias primas de origem animal e conta com mais de 6,5 milhões de membros e apoiadores.


PETA se opõe ao especismo, uma visão de mundo da supremacia humana, e concentra sua atenção nas quatro áreas em que o maior número de animais sofre mais intensamente por longos períodos de tempo: em laboratórios, na indústria de alimentos, no comércio de roupas e na indústria do entretenimento. Também trabalha numa variedade de outras questões, incluindo a matança cruel de roedores, pássaros e outros animais que muitas vezes são considerados “pragas”, bem como crueldade com animais domesticados.


Também trabalha com educação pública, investigações de crueldade, pesquisa, resgate de animais, legislação, eventos especiais, envolvimento de celebridades e campanhas de protesto.


FSC - Forest Stewardship Council


Fundado em 1994 no México e realocado na Alemanha em 2003, o FSC promove o manejo ambientalmente adequado, socialmente benéfico e economicamente viável das florestas do mundo.

A missão do Conselho Brasileiro de Manejo Florestal (FSC Brasil) é difundir e facilitar o bom manejo das florestas brasileiras conforme Princípios e Critérios que conciliam as salvaguardas ecológicas com os benefícios sociais e a viabilidade econômica.

A certificação é um processo voluntário em que a certificadora realiza uma avaliação de um empreendimento florestal e verifica os cumprimentos de questões ambientais, econômicas e sociais que fazem parte dos Princípios e Critérios do FSC.


A certificação FSC é um sistema de garantia internacionalmente reconhecido, que identifica, através de sua logomarca, produtos madeireiros e não madeireiros originados do bom manejo florestal.


O processo da certificação é conduzido por uma certificadora autorizada pelo FSC. O Conselho Brasileiro de Manejo Florestal não recebe nenhum subsídio ou repasse financeiro pelas certificações concedidas no país.


A indústria da moda usa bastante celulose nos produtos, principalmente nas embalagens de papelão, no papel de seda, tags, caixas nas quais as peças de roupas são entregues, etc. Por isso é importante que as mesmas estejam feitas de materiais com selo FSC.


Eureciclo


Eureciclo é um selo brasileiro, ideado para certificar a logística reversa de embalagens pós consumo, gerando incentivos para elevar as taxas de reciclagem no país. No Brasil, só 3% do material reciclável é reciclado, uma cifra realmente assustadora.


A Eureciclo tem o modelo de compensação ambiental como solução para a logística reversa. A compensação ambiental, neste caso, consiste em destinar de forma ambientalmente correta uma massa de resíduos equivalente à massa das embalagens que uma empresa coloca no mercado. Para isso, a Eureciclo homologa os operadores de coleta e triagem de resíduos recicláveis e, por meio da sua plataforma tecnológica, checam a consistência do processo de forma escalável e segura. Do outro lado, as empresas engajadas geram incentivos para o desenvolvimento destes operadores, comprovam seu investimento na cadeia de reciclagem e, por fim, recebem o selo eureciclo para estampar suas embalagens e comunicar seu compromisso aos consumidores.


1% For The Planet

A organização 1% For The Planet foi fundada por dois empresários que se conheceram e uniram por causa do amor que compartilhavam pelo ar livre.

Percebendo sua responsabilidade em proteger nosso planeta, eles decidiram devolver 1% de suas vendas ao meio ambiente - fossem ou não lucrativos.

Em 2002, Yvon Chouinard, fundador da Patagonia, e Craig Mathews, fundador da Blue Ribbon Flies, criaram 1% para o Planeta e iniciaram um movimento global. A intenção de 1% para o planeta é ajudar a financiar diversas organizações ambientais para que, coletivamente, possam ser uma fonte mais poderosa na solução dos problemas do mundo.


Holísticos:


B Corporation


O Movimento Global de Empresas B foi criado em 2006 nos Estados Unidos com objetivo de redefinir o sucesso na economia para que sejam considerados não apenas o êxito financeiro, como também o bem-estar da sociedade e do planeta.


Esta é uma comunidade global de líderes que usam os seus negócios para a construção de um sistema econômico mais inclusivo, equitativo e regenerativo para as pessoas e para o planeta.


Good On You


Good on you é a principal fonte mundial de classificação de marcas de moda. Eles reúnem todas as informações e especialistas as analisam para dar a cada marca uma pontuação fácil de entender.


Com Good On You, você pode descobrir o que há de melhor em moda ao redor do mundo e aprender tudo o que você precisa saber sobre moda ética e sustentável. É só baixar o app da Good On You e pesquisar por marca. Você irá encontrar a pontuação que os expertos deram para cada empresa, mas fique atento, porque muitas delas estão melhorando e adotando filosofias mais sustentáveis e é muito provável que a nota melhore com o tempo. Eles irão atualizando conforme a marca comunique e prove as melhorias realizadas.


Esperamos que na próxima compra, esses selos ajudem você na escolha de produtos mais sustentáveis feitos por empresas que trabalham diariamente por um mundo melhor.


Escrito por,

Equipe Impacto



Referências:


https://www.sistemabbrasil.org/

https://www.onepercentfortheplanet.org/

https://www.abvtex.org.br/

https://roupartilhei.com.br/

https://www.chinaimportal.com/

https://www.ideiacircular.com/

https://www.c2ccertified.org/

https://br.fsc.org/

https://alias.eureciclo.com.br/

https://www.oeko-tex.com/

https://www.leatherworkinggroup.com/

https://bettercotton.org/

https://goodonyou.eco/

https://www.peta.org/


447 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo